São Paulo terá novo programa Olho de Águia 4.0 com uso de drones

A Polícia Militar conta hoje com 15 núcleos habilitados para operacionalização dos drones, sendo que nove possuem os equipamentos. Do total, dois núcleos estão no interior e litoral sul, o 28º Batalhão de Polícia Militar do Interior (BPM/I), em Andradina, e Comando de Policiamento do Interior 6 (CPI-6), em Santos. Na Capital, contam os aparelhos, o Centro de Comunicação Social da PM (CComSoc), o 47º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano (BPM/M), o Comando de Policiamento de Área Metropolitana 9 (CPA/M-9), a Diretoria de Ensino e Cultura e o Comando do Corpo de Bombeiros. A previsão é que até o final do ano os drones cheguem a 71 núcleos.

Leia mais...

Fonte: http://www.saopaulo.sp.gov.br


 

Assunto Relacionado: Wing, empresa de delivery por drone do Google, começa a fazer entregas na Austrália

 


Manutenção anual de jato executivo custa

R$ 300 mil e dura três semanas...

 

                       Vinícius Casagrande

                     Ter um jato executivo é um privilégio para poucos. Além do investimento inicial na compra do avião, o proprietário precisa investir na contratação de pilotos, hangar de estacionamento, combustível e, principalmente, na manutenção do jato. No caso de um Cessna Citation Sovereign, avaliado em cerca de US$ 18 milhões, por exemplo, somente a manutenção anual obrigatória consome, em média, cerca de R$ 300 mil. Leia mais......

Fonte: https://todosabordo.blogosfera.uol.com.br/2019/04/03/manutencao-jato-executivo/


 

 

 “Sim existe vida no Campo de Marte e o movimento do aeroporto se dá através delas, graças a empresários que acreditam e garantem o emprego de centenas de trabalhadores em diversas atividades”, graças aos profissionais que controlam o tráfego, aos pilotos que conduzem as complexas “máquinas voadoras”, aos mecânicos que mantém essas aeronaves em perfeito estado de funcionamento, a brigada de incêndio que atua ao primeiro sinal de perigo, aos seguranças que vigiam dia e noite toda a sua extensão, ao efetivo completo da INFRAERO que administra o complexo e todos os profissionais que de uma maneira ou de outra contribuem para o pulsar desse precioso e disputado pedaço de chão.

                        Podemos dizer também que, não somente seres humanos fazem parte deste gigante, mas uma variedade muito grande de plantas e animais, que garantem a sobrevivência de uma imensa área verde e mantém o equilíbrio de um eco sistema rico e preservado, vigiado 24 horas por dia nos 365 dias do ano.

                        O Campo de Marte é um aeroporto compartilhado. De uma área total de 2,1 milhões de metros quadrados, aproximadamente, 1.138.440 m2 estão sob a administração do Comando da Aeronáutica – por meio do Parque de Material da Aeronáutica (PAMA-SP), Prefeitura de Aeronáutica de São Paulo (PASP), Núcleo do Hospital de Força Aérea de São Paulo (NuHFASP), Centro de Logística da Aeronáutica (CELOG) e Subdiretoria de Abastecimento (SDAB) – e 975 mil m2 estão sob a administração da Infraero.

                        Situado na zona norte de São Paulo, próximo a importantes endereços como, por exemplo, o Terminal Rodoviário do Tietê, a estação Carandiru do Metrô, a Marginal do Tietê – que é via de acesso às principais rodovias estaduais e interestaduais –, o complexo de feiras e negócios do Anhembi e Expo Center Norte, o Aeroporto Campo de Marte opera essencialmente com aviação geral, executiva e táxi aéreo e, embora não possua linhas aéreas regulares, é um dos maiores em movimento operacional no Brasil. Ali estão localizadas ainda escolas de pilotagem, como o Aeroclube de São Paulo, e o Serviço Aerotático das Polícias Civil e Militar.

                        Então podemos concluir que o seu grau de importância na vida dos trabalhadores que movimentam essa imensa engrenagem é fundamental, tanto para a aviação geral como outras atividades ali desempenhadas.

                        Portanto, fica aqui registrado o apelo para que se reavalie o encerramento de suas atividades e o fechamento completo desse símbolo histórico de São Paulo.

Por Welton Ap.P.Chagas 

26/02/2019  12:01 


                                               

“É momento de unir forças, organizar, oficializar e justificar técnicamente o pedido,  contra-atacar o fogo inimigo e fazer ouvir em alto e bom tom o que todos desejam”;  essas foram as palavras de ordem que ecoaram nos bastidores e motivou ainda mais seus seguidores.

      A reunião ocorrida em 21/01/19 às 17:00 no Auditório da INFRAERO no Campo de Marte surpreendeu em número de participantes, foram aproximadamente 150 pessoas disputando de forma ordeira e educada cada centímetro do salão, todos focados em um só objetivo, lutar pela preservação das operações aéreas e atividades do aeroporto Campo de Marte.

                                                                                    Flávio Pires - Diretor executivo da ABAG                               Jorge Bitar - Diretor / Presidente Helimarte Táxi Aéreo 

    Estiveram presentes parlamentares, autoridades, representantes, diretores e presidentes de associações, tais como, ABAG (Associação Brasileira de Aviação Geral), ABTAER (Associação Brasileira de Táxi Aéreo), ABRAPHE (Associação Brasileira de Pilotos de Helicóptero), ACECAM (Associação dos Concessionários, Empresas Aeronáuticas Intervenientes e Usuários do Campo de Marte) ABRAPAC (Associação Brasileira de Pilotos da Aviação Civil), SNA (Sindicato Nacional dos Aeronautas).  Presente também foram os proprietários e funcionários de diversas empresas de táxi aéreo, manutenção, escolas de aviação que atuam na complexa atividade do Campo de Marte, entre elas ACSP (Aeroclube de São Paulo), GO AIR, ARISTEK, JP Martins, Helimarte, Hélibras, Sales Serviços Aéreos, Helifly Aerotaxi, TAG Aviation, Tucson entre outros. O aeroporto não é inseguro, mas um território esquecido, sem investimentos significativos, utilizado por vezes como ferramenta de campanha política aliado a inúmeras e falsas promessas. O Campo de Marte carece de um olhar próspero a muito tempo, motivo este que muitos concessionários se “revoltam” quando ouvem falar de maneira curta e grossa que a solução para seus problemas é o fechamento.

      Todos são unânimes ao afirmar que a aviação do Campo de Marte é muito segura e de fundamental importância para o Estado, e se fizermos uma comparação estatística dos dados relativos a acidentes e incidentes, a proporção não justifica o alarde provocado. Será que esse é o verdadeiro motivo para sua desativação? Essa é a questão mais repetida pelos seus defensores.

      Uma coisa é certa, as maiores cidades do mundo possuem aeródromos em pontos estratégicos e o local do Campo de Marte é considerado um deles. Esse aeroporto é fundamental , sem ele não só as operações e atividades aéreas ficariam comprometidas mas boa parte da logística urbana ligada a aviação.

     Além disso, é possível construir a Escola Público Militar "tão desejada por  todos" sem a necessidade de fechar o Campo de Marte, basta criar um projeto bem elaborado e toda a sua área e atividade poderá ser preservada.

     Além da "E.P.M." a proposta do atual Governador sugere a construção de um Museu aeroespacial e áreas de lazer, tudo administrado pela iniciativa privada. 

    O Campo de Marte é um dos atores principais na história da aviação do Brasil, são muitos episódios importantes com personagens em diferentes décadas que ajudaram a transformar o nosso Estado e indiretamente o País.

      Acreditamos na sensibilidade dos nossos Governantes e pedimos respeitosamente que repensem sobre o assunto.

      Você é contra ou a favor do fechamento?

 

Leia outros artigos sobre isso...... 1  2 3  4  5


São Paulo terá a maior Escola Público Militar do Brasil no Campo de Marte.

 

 


 Letícia Aguiar quer colégio público militar em São José dos Campos

 


 

João Doria anuncia que irá fechar o aeroporto Campo de Marte,

na Zona Norte de São Paulo

GLOBONEWS


 

Não acabem com o Aeroporto Campo de Marte!

 

  


Envie seu comentário sobre o fechamento do Campo de Marte para contato@campodemarte.com.br

*** Leia os comentários já publicados *** 


INFORMAÇÕES ÚTEIS SOBRE O CAMPO DE MARTE

TORRE DE CONTROLE

Telefone (11) 2223-3252 

Frequência Torre - 133.35 Khz

Frequência Solo - 121.60 Khz

BOMBEIRO  -  Telefone 193

Policiais:

Pelicano - Polícia Civil: (11) 2221-6072


Águia - Polícia Militar: (11) 2221-7299

Emergência Acidente/ Incidente - SeripaIV

Telefone (11) 2221-5635 / 2221-5636 /2221-5637

COE - Centro de Operações de "Emergência"

Telefone (11) 2221-3646 

Coordenadas - 23 30 25S/46 38 3W  Elevação:  722m

Distância do Centro: 4,51Km

Cabeceiras Dimensões Superfície   Resistência/PNC
    12/30  1600x45m     Asfalto        16/F/C/Y/U

  

                                 CARTA / VFR SBMT                                                CARTA / IFR SBMT

                                                

 


 

O Campo de Marte, inaugurado em 1920 foi o primeiro aeroporto da cidade de São Paulo, e muitas foram as tentativas de desativação desta área, mas ele está aí...resistindo a tudo e à todos. Atualmente seu espaço interno é ocupado por uma pista de pouso e decolagem para aviões de pequeno e médio porte bem como um número expressivo de helicópteros. No entorno do campo temos grandes empresas de várias áreas, como por exemplo a CHURRASCARIA ANHEMBI com sua espetacular estrutura capaz de recepcionar grandes eventos.

O complexo ANHEMBI está exatamente ao lado do Campo de Marte e abriga o Pavilhão de Exposições, Hotel Holiday Inn, Sambódromo, Palácio das Convenções e muito mais....  

Além disso temos as vilas militares, o parque aeronáutico da FAB - PAMA SP, o hospital da aeronáutica - HASP, diversas empresas de táxi aéreo, o Aeroclube de São Paulo - ACSP, a INFRAERO que administra toda a estrutura do Campo, os Águias da Polícia Militar do Estado de São Paulo, o Bar BRAHMA e o restaurante HELIPONTO, o estacionamento do sambódromo do Anhembi, e uma mata preservada que abriga a fauna e flora da região Norte de São Paulo.

( por - Welton Ap. P. Chagas )